PRENSA

República Dominicana, Colômbia e México lideram a ALC na recuperação do tráfego aéreo

A América Latina e o Caribe continuam sendo a região com a recuperação mais rápida dos níveis pré- pandêmia do mundo.

19 set. 2022

Panamá 19 de setembro de 2022. O tráfego de passageiros da América Latina e Caribe (ALC) continua recuperando-se rapidamente em comparação ao resto das regiões e atingiu 90,5% de seus níveis de julho de 2019, seguido pela África com 87% e América do Norte com 85%. 

  

Para julho de 2022, no mercado internacional, três países da região se destacam como tendo superado os níveis alcançados em 2019: República Dominicana, que alcançou 116% em relação a 2019, ou seja, 16% de crescimento. Seguido pela Colômbia (109%) e México (106%). 

  

O Relatório de Tráfego ALTA mostra que 29,7 milhões de passageiros foram transportados na região em julho de 2022 e, no período cumulativo janeiro-julho, 183,9 milhões de passageiros, o que representa 13% a menos que seus níveis de 2019. 

  

O transporte aéreo doméstico, não impactado pelas restrições de tráfego internacional, recuperou-se a um ritmo mais rápido. Em julho de 2022 o México alcançou 106%, o Brasil alcançou 90%. Do total de passageiros transportados em julho, os passageiros domésticos representavam 68,7%. 

  

"A Colômbia alcançou uma recuperação notável no primeiro semestre do ano com um crescimento de 26% em relação aos seus níveis de 2019. O Brasil continua a melhorar, atingindo 90% de seus níveis de 2019. A remoção contínua das restrições ao tráfego internacional tem sido fundamental para alcançar este objetivo. Olhando para o futuro, sabemos que a população continuará a precisar de transporte aéreo, porém, para que seja realmente possível que mais pessoas façam uso deste meio de transporte, precisamos continuar reduzindo os custos associados a taxas e impostos, bem como continuar otimizando regulamentações que geram ineficiências", diz José Ricardo Botelho, diretor executivo e CEO da Associação de Transporte Aéreo da América Latina e Caribe (ALTA). 

 

Em termos de capacidade relativa, ou seja, assentos por quilômetro (ASK), a capacidade doméstica está 2,9 acima de seus níveis de 2019. O fator de ocupação atingiu 83,3%, 4,4 pontos abaixo de 2019. O doméstico era 81,8% enquanto o intra-LAC era 78,8% e o extra-LAC era 85,5%.

 

O Relatório de Tráfego da ALTA está disponível aqui: https://bit.ly/3eYtcrd.


Sobre a ALTA

ALTA é uma associação privada sem fins lucrativos ao serviço da indústria aérea cujo objetivo é desenvolver uma aviação mais segura, eficiente e sustentável na América Latina e no Caribe. A ALTA coordena esforços colaborativos ao longo de toda a cadeia de valor maximizando o impacto que tem a aviação no crescimento econômico e social da região para o benefício da indústria, das nações e da população servidas pelo transporte aéreo

www.alta.aero

LINHAS AÉREAS MEMBRO | MEMBROS ASSOCIADOS | MEMBROS AFILIADOS

Siga as notícias da ALTA no Twitter@ALTA_aero e no LinkedIn

Para mais informações, favor entrar em contato:

Nicole Lorca
+ 1 786 516 0850
nlorca@alta.aero



SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

   
CONTATE-NOS
+507 381 9061
Bella Vista, Calle 43 Este, PH Colores de Bella Vista, Piso 6 Oficina 6G, Panamá

+1 786 388 0222
1313 Ponce de Leon BLVD suite 201, Coral Gables, FL 33134, USA